A gestão de equipes passa diretamente pela manutenção do comprometimento dos colaboradores. Líderes empresariais estão sempre em busca de maneiras de deixar seu time mais focado e comprometido. Não é por acaso, afinal é assim que se melhora a performance no trabalho.

Manter o comprometimento dos colaboradores tem sido um desafio no cenário atual. Profissionais de diferentes idades não têm conseguido encontrar o propósito que leva a um maior comprometimento.

Isso acontece, muitas vezes, devido à falta de grandes sonhos e metas pessoais. Quando uma pessoa determina um objetivo a ser conquistado, é natural que ela se comprometa a elevar seu desempenho na empresa. Por outro lado, alguém sem metas pode se ver desmotivado por motivos banais.

As pessoas, em geral, têm seus sonhos bem guardados. Porém, muitas delas os deixam na gaveta porque consideram impossível atingi-los. Falta aquela atitude de arregaçar as mangas e acreditar que é capaz de tais feitos.

Todas as conquistas que alcancei em minha carreira resultaram dos grandes objetivos que estabeleci. Se eu não tivesse sonhado, não seria capaz de chegar tão longe.

A construção de sonhos

Existem dois fatores que considero determinantes para quem deseja alcançar seus sonhos.

O primeiro é o comprometimento com aquele grande objetivo. Neste ponto, a grande lição é dedicar-se inteiramente à conquista almejada. Quando uma pessoa faz algo mais ou menos, o resultado será mais ou menos. Em outras palavras, o sonho ficará pelo caminho.

O segundo fator é a excelência, a busca por melhores resultados, centésimo por centésimo, até chegar ao resultado desejado. O mesmo centésimo de segundo que faz diferença no seu trabalho é o mesmo que interfere no meu. Eu levava essa mentalidade na natação e sigo com ela como empresário.

O centésimo a mais está naquele esforço extra

Possivelmente, você já teve de encarar olhares insatisfeitos ao pedir que seus colaboradores fizessem uma hora extra. Os profissionais têm o direito de externar um eventual aborrecimento, mas devem ponderar que os resultados serão recompensadores. No meu caso, esse esforço a mais me levava a ganhar centésimos que valiam ouro na piscina.

Essa questão dos centésimos é muito emblemática para mim e marcou minha trajetória. Aquele detalhe que muitos não notam ou não dão o devido valor é o que faz toda a diferença.

Para construir seus sonhos, a pessoa tem duas opções. A primeira é fazer um esforço extra para atingir a marca necessária. A segunda opção é se resignar e ver um grande objetivo ficar pelo caminho. Na natação, os centésimos determinam a conquista ou não de uma glória. Classificar-se para a final, subir no pódio, quebrar um recorde…

Atitude de campeão

Uma forma de despertar o comprometimento em seus colaboradores é alimentar o que chamo de atitude de campeão. Essa postura tem tudo a ver com o que faço em meu dia a dia e o que fiz em minha época de atleta. Acredito que qualquer nível de sucesso a ser atingido na vida tem a ver com a atitude de campeão.

Atitude é uma questão comportamental, associada à intuição, mas não apenas isso. Vejo a atitude muito mais como a soma de bons comportamentos, a forma como construímos um caminho em busca de determinado objetivo.

A atitude de campeão tem muito a ver com o próximo passo ou o objetivo a ser conquistado. Ser campeão é caminhar para frente e progredir de forma contínua. Quando uma pessoa conquista algo, ela se torna campeã, independentemente do tamanho desse objetivo.

Atitude de Campeão é também o nome de uma das minhas palestras onde eu apresento como melhorar o engajamento de equipes e elevar a performance coletiva. Tudo isso com base no que aprendi nas piscinas, e, posteriormente, no ambiente corporativo. Se você deseja aumentar o comprometimento dos seus colaboradores, recomendo que conheça mais a respeito da palestra. Clique aqui para saber mais.